Os Illuminati Parte VII

Efeito Cultural

 

        Apesar de sua curta duração, os Illuminati da Baviera lançaram uma longa sombra na história popular, graças aos escritos de seus opositores. Em 1797, o Abade Augustin Barruel publicou o livro “Memórias ilustrativas da história do Jacobinismo”, delineando uma teoria envolvendo os Cavaleiros Templários, osRosacruzes, os Jacobinos e os Illuminati. Simultânea e independentemente, um maçom escocês e professor de História Natural, chamadoJohn Robison, começou a publicar “Provas de uma conspiração contra todas as religiões e governos da Europa”, em 1798. Robinson alegava apresentar evidências de que uma conspiração dos Illuminati estava dedicada a substituir todas as religiões e nações com ohumanismo e um governo mundial único, respectivamente.

        Mais recentemente, Antony Cyril Sutton sugeriu que a sociedade secreta Skull and Bones foi fundada como o ramo norte-americano dos Illuminati. Outros pensam que a Scroll and Key também tem origem nos Illuminati. Robert Gillete defende que esses Illuminati pretendem, em última instância, estabelecer um governo mundial por meio de assassinatoscorrupçãochantagem, controle dos bancos e outras entidades financeiras, infiltração nos governos, e causando guerras e revoluções, com a finalidade de colocar seus próprios membros em posições cada vez mais altas da hierarquia política. Thomas Jefferson reparou na infiltração da ordem na maçonaria, e atribuiu o caráter secreto dos Illuminati ao que chamou de “a tirania de um déspota e dos sacerdotes”.

        Ambos parecem concordar que os oponentes dos Illuminati foram os monarcas da Europa e a Igreja. Barruel afirmou que a Revolução Francesa (1789) foi planejada e controlada pelos Illuminati através dos jacobinos, e mais tarde alguns também alegaram a responsabilidade deles na Revolução Russa (1917).

 

        

 

Site: https://pt.wikipedia.org/wiki/Illuminati

 

http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.pt