- Caso Richthofen IV

Edição do dia 17/08/2014
 
17/08/2014 22h50 - Atualizado em 17/08/2014 22h50

Condenada pela morte dos pais, Suzane Richtofen vai para semiaberto.

Suzane foi condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais. O namorado, Daniel Cravinhos, e o irmão dele, Christian, também participaram do crime.
 
Esta semana, a Justiça decidiu que uma das criminosas mais conhecidas do país vai para o regime semiaberto. Suzane Von Richthofen, condenada pelo assassinato dos próprios pais, vai poder sair da cadeia para trabalhar.
 
Suzane foi condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais, Manfred e Marísia. O namorado, Daniel Cravinhos, e o irmão dele, Christian, também participaram do crime, em 2002.
 
Ao todo, Suzane já completou quase 12 anos da pena total - mais do que o um sexto necessário para ter direito ao semiaberto.
 
“O regime semiaberto é um regime mais brando, que atinge o sentenciado que já cumpriu uma parte da pena. No qual ele vai ter direito a algumas regalias como, por exemplo, cinco saídas temporárias durante o ano. E a possibilidade de trabalhar fora da penitenciária”, explica o promotor Luiz Marcelo Negrini Mattos.
 
Suzane já tinha pedido a mudança de regime em 2009, o que foi negado pela juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani. Para decidir sobre o assunto agora, a mesma juíza pediu um exame criminológico e um teste psicológico.
 
O exame criminológico foi feito por uma comissão técnica da Penitenciária de Tremembé. O grupo avaliou e concluiu que não há evidências de que Suzane ainda possa ser perigosa e voltar a cometer a crimes e que ela pode conviver em sociedade, sem riscos. Na decisão, a juíza destaca que todos os membros da comissão concordaram que Suzane está preparada para o semiaberto. O segundo laudo, o psicológico, foi feito a partir de uma ferramenta exclusiva dos psicólogos chamada “Teste de Rorschach”.
 
Continue lendo no site:
 
http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/08/condenada-pela-morte-dos-pais-suzane-richtofen-vai-para-semiaberto.html