Mistérios da Humanidade

 

Antiguidade

 

         As especulações sobre a natureza do Universo devem remontar aos tempos pré-históricos, por isso a astronomia é freqüentemente considerada a mais antiga das ciências. Desde a antiguidade, o céu vem sendo usado como mapa, calendário e relógio. Os registros astronômicos mais antigos datam de aproximadamente 3000 a.C. e se devem aos chineses, babilônios, assírios e egípcios. Naquela época, os astros eram estudados com objetivos práticos, como medir a passagem do tempo (fazer calendários) para prever a melhor época para o plantio e a colheita, ou com objetivos mais relacionados à astrologia, como fazer previsões do futuro, já que acreditavam que os deuses do céu tinham o poder da colheita, da chuva e mesmo da vida.

 

         Vários séculos antes de Cristo, os chineses sabiam a duração do ano e usavam um calendário de 365 dias. Deixaram registros de anotações precisas de cometas, meteoros e meteoritos desde 700 a.C. Mais tarde, também observaram as estrelas que agora chamamos de novas.

 

           Os babilônios, assírios e egípcios também sabiam a duração do ano desde épocas pré-cristãs. Em outras partes do mundo, evidências de conhecimentos astronômicos muito antigos foram deixadas na forma de monumentos, como o de Stonehenge, na Inglaterra, que data de 2500 a 1700 a.C.

 

 

        Continua aqui: http://www.achetudoeregiao.com.br/astronomia/astronomia_na_antiguidade.htm

 

        Em textos antigos, incluindo a Bíblia hebraica, a prova de que armas nucleares foram usadas na Terra pela primeira vez, não em 1945, na Segunda Guerra Mundial, mas no ano 2024 a.C. Essa arma poderosa estaria lacrada e escondida em algum lugar secreto, na África, e teria sido lançada na península do Sinai, em meio a uma guerra travada no século 21 antes de Cristo, varrendo do planeta cidades como Sodoma e Gomorra. Para o pesquisador Zecharia Sitchin, isso não é ficção, é um fato hoje comprovado, entre outras, por imagens de satélites.

 

        Continua aqui: http://www1.folha.uol.com.br/livrariadafolha/855484-deuses-extraterrestres-usaram-armas-nucleares-em-2024-ac-diz-fim-dos-tempos.shtml

 

        A Arca de Noé era, segundo a religião abraâmica, um grande navio construído por Noé, a mando de Deus, para salvar a si mesmo, sua família e um casal de cada espécie de animais do mundo, antes que viesse o Grande Dilúvio da Bíblia. A história é contada em Gênesis 6-12[1][2], assim como no Alcorão e em outras fontes.

 

 

        Mosteiro de Khor VirapArmênia, à sombra do Monte Ararat, onde a Arca de Noé supostamente encalhou após o Dilúvio.

 

        Continua aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Arca_de_No%C3%A9

 

        Obs: Há registros que aconteceu no dia 14 de maio de 4325 a.C, portanto hoje ,data desta postagem, fazem 6336 anos do Dilúvio.

 

Site: http://ficcaofantasiaouverdade.blogspot.com.br/2011/05/misterios-da-humanidade-antiguidade.html

 

http://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.5/br/