NOVA FORMA DE DIAGNOSTICAR O CÂNCER DE MAMA

Donizetti Ramos dos Santos, médico do Núcleo da Mastologia do Hospital Sírio-Libanês de São Paulo-SP

 

    O câncer de mama é hoje uma doença presente em milhares de famílias ao redor do mundo. Principalmente nos grandes centros urbanos, devido à concentração populacional, o número de casos é expressivo.

    Já se sabe que o câncer de mama não é uma doença única, mas, sim, um grupo de moléstias distintas categorizadas com o mesmo nome. A experiência também tem mostrado que pacientes com tumores muito iguais no tamanho e na microscopia podem evoluir com prognósticos diferentes. No passado, nós nos surpreendíamos com o fato de que algumas pacientes com tumores volumosos apresentavam sobrevida longa e até eram passíveis de cura, enquanto outras, com tumores minúsculos, logo evoluíam para disseminação da doença e morriam. A grande interrogação que se impunha naquele momento era o que determinava tamanha diferença.

Continue lendo no site abaixo:

http://drauziovarella.com.br/mulher-2/nova-forma-de-diagnosticar-o-cancer-de-mama/