Caso Richthofen III

Relação com a Família Cravinhos

 

        Em uma tarde de domingo de agosto de 1999, Manfred, Marísia, Suzane e Andreas foram dar um passeio no Parque do Ibirapuera, o maior de São Paulo. Conheceram Daniel, considerado um dos melhores do país na categoria control de acrobacia, modalidade em que o competidor fica no meio de um círculo controlando o avião por meio de dois cabos de aço. Andreas se interessou pelo esporte e pediu aos pais para fazer o curso. Daniel começou a dar aulas de aeromodelismo para Andreas. Em pouco tempo, os dois ficaram muito próximos. Daniel levava o menino para andar de bicicleta e para disputar corridas de autorama. Segundo conhecidos, Andreas ainda teria ajudado a irmã a se aproximar do rapaz. "Suzane achou Daniel bonitinho e mandou um bilhete por Andreas", disse uma amiga de infância de Suzane em depoimento.3 Manfred e Marísia não se importaram quando Suzane começou a ter um namorico com o novo amigo da família. Acharam que era coisa passageira.2

        Os relatos afirmam que Andreas ouvia os segredos da irmã e participava da vida dela com o namorado. O casal, segundo esses relatos, costumava patrocinar algumas travessuras de Andreas como adolescente. Escondido no porta-malas do carro - disse Andreas a interlocutores -, ele teria ido conhecer um motel com a irmã e o cunhado, onde fumarammaconha. Foi pelas mãos dos dois que Andreas experimentou maconha pela primeira vez, no Parque Villa Lobos. Ele era como um "irmão mais velho", afirmou Andreas a policiais que investigaram o caso. Cristian também era um amigo querido, disse ele nos depoimentos.3

        Com o tempo, o namoro ficou sério demais. Manfred e Marísia ficaram preocupados. Para sobreviver, Daniel fazia de um a dois aviões por mês e os vendia por cerca de R$ 1.400. Também fazia manutenção e vendia peças para aficionados. Suzane pedia dinheiro além da mesada ao pai para emprestar ao namorado e o enchia de roupas e presentes. Seu irmão, Cristian, chegou a ser internado por dependência de cocaína e vivia às voltas com dívidas com traficantes. Também chegou a prestar serviços como informante da polícia. O casal Richthofen achava que o rapaz não fazia bem a sua filha.2

 

Site: http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Richthofen

 

http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.pt